Tidus: “Somos um programa esportivo orientado pelo processo”

2
378
Paulo Henrique "Tidus" avalia como positiva o planejamento para a temporada 2019 Foto: Victor Francisco / Salão Oval (reprodução de vídeo)

Fora da São Paulo Football League (SPFL), da qual é tricampeão invicta, a Portuguesa FA usa o tempo fora do campeonato estadual para uma periodização progressiva de seus treinamentos e aperfeiçoamento de seu programa de futebol americano. Usando campos do Centro de Treinamento da Portuguesa, o futebol americano divide as manhãs dos finais de semana para o time principal e as tardes para o desenvolvimento, chamado de Academy, e também o flag feminino.

A avaliação da saída do estadual para focar em treinamentos para o Campeonato Brasileiro, a BFA, é positiva por parte do presidente da equipe, Alan Sá Barbosa, e o head coach, Paulo Henrique “Tidus”. “É uma decisão também em nome dos atletas, para preservá-los. Esses caras não vivem de futebol americano”, explica Tidus, que ainda foi além: “Somos um programa esportivo orientado pelo processo e não pelo resultado (…) E não necessariamente seremos felizes se formos campeões. Gostamos do processo, gostamos de estar aqui”.

Aplicativo usado pela Portuguesa foi desenvolvido pelo jogador Ximenes.

E parte deste processo na Portuguesa, passa por driblar a dificuldade de aprimorar o conhecimento tático e técnico de seus jogadores sem poder se reunir mais vezes durante a semana, por conta das dificuldades logísticas de se viver na megalópole paulista. Para isso, o jogador Ximenes e Tidus desenvolveram um aplicativo, onde vídeos dos treinos e detalhes dos playbook são passados e conferidos online.

Confira nossa entrevista com os dois líderes da Portuguesa FA em nosso canal do Youtube

“É um programa feito para o atleta crescer”

Conversamos com seis jogadores, de diferentes históricos, sobre a decisão de ir parar na Portuguesa FA: Bigode, que veio do Academy da Portuguesa, Zappa, com 17 anos de experiência no FA (ex-Corinthians e Storm), Richard Mondin (campeão brasileiro com o T-Rex e da Seleção Brasileira), Branco Meneses (ex-Corinthians e Palmeiras e Seleção Brasileira), Brunão (ex-Corinthians Steamrollers) e Ximenes (há 8 anos na Portuguesa).

Inscreva-se em nosso e conheça alguns dos detalhes dos jogadores, como Ximenes, que agora atua de forma híbrida no time: além de tight-end, também virou blocking back, dobrando treinamentos com os recebedores e também na linha.

> Confira todo o histórico da Portuguesa FA em nossa página especial

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDuzão faz história e entra para a NFL
Próximo artigoSeleção Mineira sub-20 derrota RFA em amistoso
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here