Defesas brilham em vitória suada do Rex contra o Hawks

1
298
Com quatro sacks na partida, Jesus profetiza: "Grande jogo do Black Hawks, nos vemos de novo na final" Imagem: Reprodução FCFA / BT Produções

A vitória contra o T-Rex, atual tetracampeão catarinense, é uma obsessão do ascendente Black Hawks. Mas não foi desta vez de novo para o time de Gaspar em sua quarta tentativa contra o tradicional time de Timbó, que, em casa, aproveitou melhor suas chances ofensivas e foi implacável defensivamente durante todo o jogo. Com o 14 a 6, o Rex assume a liderança do Grupo A do Campeonato Catarinense e garantindo vaga nas semifinais do estadual. O linebacker Jesus Emanuel brilhou no lado do Rex, com quatro sacks sobre o quarterback do Black Hawks, Carraro.

O jogo

Com Romário Reis como titular na posição de quarterback em vez do histórico Bassani, o Rex conseguiu conectar bons passes para ganhar a primeira descida. Mas na pressão, a defesa do Hawks conseguiu forçar um fumble com Russo e recuperou a bola já na jarda 37 do campo de ataque.

Carraro, o quarterback do time visitante, também sofreu forte pressão da defesa de Timbó e foi obrigado a devolver a bola em um punt.

Já no segundo quarto, os visitantes voltaram ao ataque e chegaram ao campo ofensivo em belo passe de Carraro para o wide-receiver Egídio. Na sequência, Jesus Emanuel (linebacker, ex-Espectros) e Ramon Verdugo conseguiram bonito sack sobre o quarterback visitante.

Polastri, linebacker que retornou ao Rex depois de ser campeão nacional na Turquia (Koç Rams) e no Brasil (Galo FA), completou a sequência de sacks. Em uma terceira descida para 31 jardas, Carraro foi interceptado.

Romário Reis também foi interceptado, pelo linebacker Guga, que retornava, mas foi tackleado pelo running back Karl Henrry. O fumble foi recuperado por Pujoni e o Rex voltava ao ataque após muitas emoções.

Técnico da Seleção Sub-20, running back histórico do Rex, coach de running backs, coordenador ofensivo e pai de gêmeas, Clair José também ataca de slot receiver para colocar o time de Timbó no campo de ataque. Na redzone, o Rex tentou um field goal com Diego “Iceberg” Boddenberg, que não foi feliz desta vez – 0 a 0 ainda em Timbó até aquela altura.

No terceiro quarto, a defesa do Rex continuou a pressionar, com mais um sack de Jesus sobre Carraro. Na linha de uma jarda, Carlos Lessa executou um punt excelente, que tirou o Black Hawks do sufoco e deixou o 0 a 0 ainda no placar.

Após paralisações por lesões, Romário Reis voltou inspirado. Em corrida de 13 jardas, ele colocou o Rex na redzone e com um rápido passe para o wide-receiver Lucas Pereira, o zero foi tirado do placar: Boddenberg garantiu o 7 a 0.

A defesa do Black Hawks mostrou que podia fazer frente ao ataque do Rex também no segundo tempo, recolocando seu ataque em campo ao recuperar a bola após um bad snap. Carraro aproveitou o momento e passou para Vitor Hugo fazer o touchdown. O extra-point, no entanto, não foi convertido por Carlos Lessa – 7 a 6 Rex.

O Rex respondeu logo com um lindo touchdown do jovem running back Karl Hennry, que recebeu option de Romário Reis e correu 60 jardas para ampliar a vantagem do time da casa.

O jogo pegou fogo e o Black Hawks não estava disposto a perder a partida. Carraro correu mais de 30 jardas para chegar até o campo de defesa do Rex. Na redzone, Carraro foi sackado mais uma vez por Jesus Emmanuel. Na sequência, Carraro foi interceptado na endzone por Lang, mas uma falta anulou a jogada defensiva.

Com uma nova chance, o quarterback do Black Hawks tinha uma terceira descida para seis jardas. Os visitantes tentaram a quarta descida e Carraro não conseguiu encontrar seus alvos no meio da endzone. Dentro do two minutes warning, Andrei Pereira conseguiu mais um sack sobre Carraro, determinando o final da partida: 14 a 6 Rex.

O que vem por aí

Com duas vitórias e com apenas um concorrente da chave A podendo atingir o mesmo promédio de triunfos, o Rex já garantiu uma das vagas para as semifinais, mesmo ainda com um jogo a fazer contra o Joinville Gladiators. Para o Black Hawks, o confronto contra Blumenau Vikings valerá uma vaga direta para as semifinais.

> Confira agenda de jogos, classificação, regulamento e o histórico das equipes participantes do Campeonato Catarinense

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBrian Guzman é o novo técnico da Seleção Brasileira
Próximo artigoPlacar FABR – 13 e 14 de Abril
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here