Ítalo Mingoni é aclamado presidente da CBFA

Com Lucas Rossetti

1
404
Ítalo Mingoni conseguirá elevar o futebol americano nacional a um novo patamar? Para isso, garante que irá adotar práticas de governança corporativa, tornando a gestão transparente para toda a comunidade do FABR. Foto: Lucas Rossetti

Depois de um vácuo de dois meses sem diretoria devido à renúncia do corpo diretivo anterior, a Confederação Brasileira de Futebol Americano tem um novo presidente e vice: o mineiro Ítalo Mingoni e o pernambucano Lucas David. Ambos foram aclamados para seus cargos na manhã deste domingo (31), em Assembléia Geral realizada no Rio de Janeiro.

A Assembléia, que durou das 10h às 11h20 da manhã, começou com a fala de Abraão Coelho, interventor da Comissão Organizadora da CBFA, definindo os processos. Em seguida, foi debatido o direito ao voto das Federações e acatadas novas filiações. Pouco antes das 11h, Ítalo Mingoni discursou e foi sabatinado pelos presentes, ato seguido por sua aclamação.

Ítalo foi aclamado presidente por conta de uma especificidade do processo eletivo: ele encabeçava uma chapa única. “Quando se tem uma chapa-única, é a única opção. O processo tradicional é aclamação. A diferença seria caso as Federações se opusessem de forma unânime a que essa única chapa assumisse. Desta forma, teríamos uma trava no processo”, explicou Abraão Coelho, interventor da Comissão Organizadora da CBFA.

Missão: profissionalização

Se a chapa anterior, encabeçada por Rogério Pimentel, teve a missão de finalmente regularizar a CBFA e ter o seu CNPJ próprio, qual será a missão de Ítalo Mingoni? Em uma palavra: profissionalização. “Há um clamor por profissionalização por parte dos atores envolvidos, sejam eles atletas, técnicos, gestores, entidades etc. Entretanto este processo de caminhada consistente rumo a profissionalização demanda processos burocráticos, laborosos e complexos. A comunidade precisa entender a importância de passar por este percurso e que existe um planejamento para que a conformidade seja cadenciada. Não tornaremos profissionais da noite para o dia”, explicou no novo presidente, cujo mandato encerra-se ao término de 2020.

Como fazer diferente?

“Sempre busco entender as demandas e necessidades da nossa comunidade. Quando surgiu a oportunidade, senti que poderia fazer a diferença a frente da instituição. Há anos venho me especializando em gestão desportiva, alinhado aos meus anos de vivência dentro do futebol americano no Brasil, em diferentes figuras de stakeholders, contribuirão com o sucesso dessa gestão”, explica Ítalo, pós-graduado em marketing esportivo e produção cultural.

Como dito no esporte como um todo, Ítalo também quer profissionalizar a gestão através de seus diretores, ainda nem todos escolhidos: “Um passo importante para que uma nova gestão desenvolver um bom trabalho é a exclusividade nas funções. Anteriormente, em gestões passadas, mesmo que todos antecessores fossem extremamente competentes, a falta de disponibilidade obstruía o fomento, tanto da entidade quanto do esporte”, disse.

Com Lucas Rossetti

> Confira outras notícia da CBFA e entenda o histórico

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAgenda FABR – 30 e 31 de Março
Próximo artigoPlacar FABR – 30 e 31 de Março
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here