Cúpula renuncia e CBFA terá novas eleições

3
864
O presidente da CBFA, Rogério Pimentel, em janeiro, durante o Congresso Brasileiro de Futebol Americano Foto: Victor Francisco / Salão Oval

No ano que prometia ser o retorno da Seleção Brasileira Masculina de Futebol Americano ao Mundial da modalidade, não só a competição foi adiada (para 2023), mas também o órgão máximo do esporte no País fica sem direção. Em movimentação inesperada, toda a diretoria da Confederação Brasileira de Futebol Americano anunciou sua renúncia nesta sexta.

Sem toda a direção, a Assembleia Geral, formada pelas Federações reconhecidas pela CBFA (RS, SC, PR, MG, AM, PA e Cerrado – RJ e ES estão com documentação irregular, segundo Renner Silva, agora ex-Diretor Administrativo), elegerá um comitê gestor provisório para realizar novas eleições.

Rogério Pimentel, agora ex-presidente da CBFA, comentou com exclusividade ao Salão Oval sobre a sua saída: “Eu sou imensamente apaixonado pelo futebol americano nacional, mas infelizmente não tem como elaborar um trabalho digno com algumas coisas que vinham acontecendo. Fazemos um trabalho voluntário, sem ser onerados e, quase sempre gastando-se muito dinheiro do próprio bolso, e isso é reconhecido por poucos… Ainda assim acredito que, mesmo algumas pessoas e entidades trabalhando para o favorecido próprio, ignorando o coletivo, nosso FABR chegará ao patamar que merece.

Deixamos algumas coisas já pré definidas, como a regularização de transferência, os membros do STJD-FA, dentre outras coisas, e passaremos todas as informações aos próximos gestores de forma correta, clara e organizada.

Agradeço aos que acreditavam e depositaram confiança no nosso trabalho, pois cada segundo gasto até então foi por vocês e para vocês!”

Campeonatos Nacionais

Segundo Marcelo Bruno, diretor da Brasil Futebol Americano, Liga que administra as duas divisões nacionais dos campeonatos masculinos, tudo continua normal na BFA.

Confira a íntegra do Comunicado da CBFA:

 

 

COMPARTILHAR
Artigo anterior“Bolachas” e “Biscoitos” escalados para o Ponte Aérea Bowl
Próximo artigoAgenda FABR – 13 de Janeiro
Carlos Constantinov Junior
Jogou futebol americano por 8 anos, teve passagens por Corinthians Steamrollers, WSI, Itapema White Sharks, Bucaneros (México) e ABC Corsários. Formado em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo, com MBA em Gestão de Destinos Turísticos pela Universidade Fernando Pessoa (Porto) em parceria com o Instituto de Turismo de Portugal e Pós-graduando em Gestão da Comunicação e Mídias Sociais pela Faculdade Avantis em Balneário Camboriu.

3 COMENTÁRIOS

  1. Gestão fraca e sem personalidade. Já foi tarde. mas acredito que ficaremos mais uns anos sem a prometida profissionalização do esporte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here