Patriotas e Reptiles unem forças em novo time: Vasco Almirantes

3
936
Vasco Patriotas e Botafogo Reptiles agora são Vasco Almirantes

A maior fusão entre equipes do FABR. Muitas equipes já se uniram, mas nunca duas com tanta tradição na história do futebol americano nacional buscaram juntar forças para criar um time mais forte e mais preparado para o campeonato nacional, atualmente, a BFA.

Vasco Patriotas e Botafogo Reptiles irão unir os elencos sob um novo nome: Vasco Almirantes. “Temos uma maior abertura dentro do Vasco (futebol) e por isso decidimos continuar sob o manto da equipe, mas com um novo nome – Almirantes”, explicou Marcelo Bruno, agora ex-presidente do Botafogo Reptiles.

O presidente da equipe será Marcel Dantas, que ocupa o cargo no Vasco Patriotas. “A união partiu de conversas entre as diretorias de Patriotas e Reptiles sobre como o Rio sempre foi um expoente do esporte no Brasil e perdemos terrenos nos últimos anos. Tentando entender o contexto vimos que tínhamos muita sinergia no entendimento do que é necessário para atingir um novo patamar no esporte no estado, então a fusão foi feita pensando em uma união de forças não apenas dentro de campo mas também fora de campo onde teríamos uma diretoria também mais forte e numerosa”, explicou Dantas.

A comissão técnica também ficará sob o comando do staff do Patriotas, com Bruno Barandas como head coach, que analisa como extremamente positiva a fusão: “Acredito que os antigos elencos de Vasco e Botafogo eram bastante complementares, e automaticamente, fazem o time mais forte em todos os setores. Quando você junta grandes nomes da história do FABr como estamos fazendo, basta garantirmos o trabalho duro, e temos uma receita de sucesso”, explicou o técnico, que tem experiência internacional na Division I nos EUA (Georgetown).

“A montagem da CT foi algo feito após a decisão da união, e o fato de acabar sendo majoritariamente composta por integrantes da CT do Patriotas não foi um motivador para aceitação, apenas um resultado. A CT do Patriotas era mais numerosa, e com a decisão de aposentadoria do esporte do Duda ex-HC do Reptiles, acabou sendo óbvia a confirmação do Bruno Barandas como head coach do novo time resultante da fusão”, explicou o presidente do Vasco Almirantes.

A rivalidade contra o Flamengo

Uma rivalidade que não é só do futebol, mas também do futebol americano. Vasco e Flamengo já fizeram jogos memoráveis, incluindo a final do estadual do ano passado, vencida pelo rubro-negro. No total, são seis vitórias do Flamengo, contra três do Vasco.

A união dos elencos de Vasco e Botafogo faz com que o Vasco Almirantes seja favorito contra o rubro-negro Imperadores? Para o head coach cruz-maltino, não necessariamente: “Não acredito em favoritismo. Jogo se ganha dentro de campo e não antes de a temporada começar. Obviamente, o nosso elenco é mais forte que Vasco e Botafogo no ano passado, mas ainda há muito trabalho e esforço pela frente, nosso foco não é apenas o Flamengo, mas sim uma temporada de sucesso”, afirmou Barandas.

História

Apesar de não ter conquistado nenhum título nacional, o Botafogo Reptiles carrega grande história no futebol americano nacional como o maior vencedor do Carioca Bowl, com sete títulos em dez possíveis. No “full pads“, a equipe teve como melhor resultado a semifinal do Torneio Touchdown em 2014, quando foi derrotada pelo T-Rex em Santa Catarina.

Já o Vasco Patriotas foi campeão nacional em 2014, na final do Torneio Touchdown vencida por 24 a 22 contra o T-Rex, além de vice-campeão por três vezes: em 2010 (derrotado pelo Vila Velha Tritões), em 2012 (quando perdeu para o Corinthians Steamrollers) e em 2015 (quando perdeu para o T-Rex).

E a vaga para a BFA 2019 vai para…

Com a união de Vasco Patriotas e Botafogo Reptiles em uma única equipe, uma vaga na Conferência Sudeste da BFA 2019 fica sobrando. Segundo na classificação da Divisão Sudeste da Liga Nacional em 2018, o Macaé Oilers será convidado para ocupar a vaga. “É uma decisão que contempla quem de direito dentro do Sudeste e que ao mesmo tempo facilitará a logística no Sudeste da BFA. O Tritões fará viagens menos longas, assim como equipes que teriam que visitar o Tritões podem ir para Macaé”, esclareceu Marcelo Bruno, que se afasta do Botafogo Reptiles para dedicar-se exclusivamente à direção da BFA.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPor “efeitos borboleta”, Congresso de FA chega à 3ª edição
Próximo artigoO caminho de um brasileiro na NFL passa por ele: KJ
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

3 COMENTÁRIOS

  1. Não gostei disso. Achei ridícula está união. Não sei como o Botafogo teve coragem de fazer esta atrocidade. Eu que torcia para eles estou de luto agora. É que a torcida do Botafogo procure outro time para torcer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here