Head coaches de seleções paulistas renunciam a cargos

0
2506
Chico Araújo, que foi campeão da Super Copa São Paulo e da Liga Nacional invicto pelo Challengers, renunciou ao cargo de head coach da Seleção Sub-20 paulista Foto: Estúdio Z

A divisão das equipes paulistas entre aquelas que disputarão a 4ª edição da São Paulo Football League (SPFL) e as que decidiram não participar (Mooca Destroyers, Portuguesa FA e Palmeiras Locomotives) teve sua primeira consequência fora do âmbito das equipes. Para 2019, duas comissões técnicas paulistas, sob a tutela da SPFL, foram formadas – uma para a disputa do amistoso Ponte Aérea Bowl (disputa entre seleções paulista e fluminense); e outra, a sub-20, para a disputa do possível segundo nacional da categoria.

Em carta aberta ao público, os treinadores Tidus (head coach da Portuguesa FA), Lucas Rossetti (head coach do Palmeiras Locomotives), Kinho (head coach do Mooca Destroyers), Chico Araujo (head coach do Challengers), Vitor Dutra (coordenador ofensivo da Portuguesa FA), Lucas Cisneiros (coaching staff da Seleção Brasileira e Portuguesa FA) e Rodrigo Guimarães (coordenador de Linha Ofensiva Portuguesa FA) procuraram o Salão Oval para expor a situação do veto da SPFL a membros da comissão técnica sub-20 de equipes que deixaram a competição paulista. A carta também fala do veto aplicado ao amistoso Ponte Aérea Bowl (a ser realizado em 3 de fevereiro, em São Paulo) também a integrantes de equipes que não participarão da SPFL 2019 (este, tanto a coaches quanto a jogadores).

> Confira a íntegra do documento

Diante de tal situação, os dois head coaches, tanto da Seleção Paulista do Ponte Aérea Bowl, Alexandre Ribeiro (head coach do Rio Preto Weilers), quanto Chico Araújo, que comandaria a Seleção Paulista sub-20 (e atual head coach do Challengers FA), renunciaram a seus postos.

Alexandre Ribeiro, que não assinou a carta, enviou comunicado à SPFL anunciando sua renúncia ao cargo de head coach da Seleção Paulista: “Como já esclarecido entre nós, a comunicação e convite feitos à mim seriam de um projeto inclusivo, em que todos os atletas que disputaram quaisquer campeonatos oficiais pelo estado de São Paulo em 2018 poderiam ser convocados. Porém, ao longo dos últimos 15 dias, uma reviravolta no processo por parte de alguns dirigentes de clubes transpareceu que, na verdade, apenas atletas que disputarão a SPFL 2019 poderão ser convocados à Seleção, esta se tornando, então, a Seleção SPFL. Diante disso, renuncio ao cargo de head coach com consciência tranquila de que trabalhei e vou continuar trabalhando em prol da união entre treinadores e atletas das diferentes equipes, independente de quaisquer ligas que participem”, aponta parte do comunicado do atual vice-campeão da SPFL.

Chico Araújo, que assinou a carta, declarou ao Salão Oval que o Challengers está focado na disputa da BFA, a elite do futebol americano nacional, e não disputará a SPFL 2019. Além disso, esclareceu a sua renúncia ao cargo de head coach da Seleção Paulista sub-20: “Não concordo (com a diretriz da SPFL) pois prejudica o projeto, limita a troca de experiência entre os treinadores e o ensinamento que seria passado aos jogadores sub-20. Fora isso, influencia diretamente no Brasil Onças, já que o objetivos do torneio é ir conhecendo e preparando os jogadores para a Seleção sub-20”, esclareceu o atual campeão invicto da Liga Nacional.

O que disseram SPFL e CBFA

Na noite desta segunda, 7 de janeiro, a SPFL fez uma live no Facebook para anunciar a escalação da Seleção Paulista que disputará o Ponte Aérea Bowl contra a Seleção Fluminense, da Federação de Futebol Americano do Rio de  Janeiro (FEFARJ). O responsável pela lista foi Igor Ribeiro, do Inter de Limeira Tomahawk, que entrou no lugar de Alexandre Ribeiro.

> Equipes de São Paulo e Rio de Janeiro escaladas para o Ponte Aérea Bowl

Procurada sobre a renúncia dos head coaches e a carta aberta ao público de vários técnicos, a SPFL preferiu não se pronunciar.

Já a Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA), através do seu Diretor Administrativo Renner Silva, esclareceu que não poderiam interferir em decisões tomadas por uma associação privada (já que a Federação Paulista de Futebol Americano – FEPAFA – ainda não é reconhecida pela entidade). Renner também esclareceu que nenhuma equipe procurou a CBFA sobre o tema e que a 2ª edição do Campeonato Nacional sub-20 ainda não está confirmada.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorRetrospectiva BFA 2018 – tudo em um só lugar
Próximo artigo“Bolachas” e “Biscoitos” escalados para o Ponte Aérea Bowl
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here