3º Prêmio Salão Oval: conheça os melhores de 2018 da BFA

0
1422

O Prêmio que avalizou a escolha de Duzão pela NFL chega a sua terceira edição. O defensive tackle revelado pelo Cuiabá Arsenal e que estava no Galo FA foi escolhido como uma dos sete jogadores em todo o mundo para participar do programa NFL Undiscover e ter sido um dos melhores do Brasil nos dois Prêmios Salão Oval anteriores foi parte da documentação do brasileiro para chegar à maior liga do futebol americano. “Agradeço muito a ajuda. Aproveita e me coloca este ano também (risos)”, comentou o gigante do Mato Grosso.

No entanto, por não ter jogado partidas suficientes, Duzão não está na 3ª edição do Prêmio Salão Oval. Mas quem sabe alguém desta lista não esteja na mira da NFL em 2020?

Para participar da votação, os jogadores foram escolhidos por um represententante de sua comissão técnica e também pelo Salão Oval. Na votação final, participaram os representantes das equipes, membros do Salão Oval, membros da imprensa e coaches nacionais e internacionais. Sem mais delongas, conheçamos os melhores da BFA 2018.

> Relembre todos os detalhes da BFA 2018

Linha Ofensiva: Dhiego Taylor “Gordo” (Galo FA) (2017); Otávio Amorim (T-Rex) (estreante); Victor Quintas (Galo FA) (estreante); Lenin Albuquerque (João Pessoa Espectros) (2017); Bruno Guerra (Ceará Caçadores) (estreante)

Na linha ofensiva, temos dois experientes jogadores remanescentes da eleição anterior e que também participaram do Mundial de Ohio em 2015. Três são novos na lista – o experiente Quintas, tetracampeão brasileiro, e os ascendentes Otávio Amorim e Bruno Guerra.

Quarterback: Álvaro Fadini (Galo FA) (2017 e MVP ofensivo 2017) – o comandante de ataque do campeão Galo aparece pela segunda vez na lista na principal posição do esporte.  Em 2017, foi também o MVP ofensivo.

Running Back: Parris Lee (Galo FA) (estreante) – em sua primeira temporada no Brasil, o americano foi o grande destaque do campeão Galo FA, marcando 26 touchdowns no total (sendo dois no Brasil Bowl IX) e duas conversões de dois pontos. Foi o jogador que mais marcou pontos na BFA – 160 pontos.

Wide-receivers: Victor Hugo “Mega” (Galo FA) (2017), Marlos Reis (T-Rex) (estreante) e
Athos Daniel (Coritiba Crocodiles) (estreante) – temos um remanescente do Prêmio do ano passado e dois estreantes. Mas nenhum dos três é uma surpresa – jogadores de extrema técnica, os wide-receivers devem lutar por uma convocação na próxima Seleção Brasileira. Mega marcou quatro touchdowns; Marlos repetiu a dose e Athos dobrou – fez oito no total.

Tight-End: posição carente no Brasil, esta é a primeira vez que o polivalente Vinícius Zanon, do Santa Maria Soldiers, não vence o Prêmio Salão Oval. Quem levou foi João Pedro Fabres “JP” (Vasco da Gama Patriotas), que marcou um touchdown na competição.

Linha defensiva: Marcos Hércules (João Pessoa Espectros) (2016, 2017); Andrey Pereira (T-Rex) (2016); Edilson Asevedo “Jow” (Flamengo Imperadores) (estreante); Marcus Tuleba (Galo FA) (estreante)

Na linha defensiva, o primeiro jogador da lista que é onipresente no Salão Oval – o dentista Marcos Hércules teve um desempenho impactante no Brasil Bowl IX pelo Espectros e está pela terceira vez no Prêmio Salão Oval.

Andrey Pereira, do Rex, apareceu na primeira edição dos melhores e voltou agora. Os dois estreantes são bastante experientes e destaques em suas equipes – Jow, do Flamengo, e Tuleba, do campeão Galo FA.

Linebackers: Luis Polastri (Galo FA) (2016, 2017); Igor Nery (João Pessoa Espectros) (2017); Igor Mota de Oliveira (Cuiabá Arsenal) (2016, 2017).

A espetacular trinca de linebacker se repete do ano passado, com o destaque para Polastri, campeão com o Galo neste ano, e Igor Mota, escolhido como um dos melhores do Mundial de Ohio – os dois são onipresentes no Prêmio Salão Oval!

Cornerbacks: Raphael da Cruz (Galo FA) (2017) e Junis Bozetti (Tritões FA) (estreante) – o tetrampeão brasileiro Rapha Cruz volta à lista dos melhores no Prêmio Salão Oval, enquanto Junis Bozetti estreia na premiação.

Safeties: Andrew Bernardini (Galo FA) (2017), Callus Cox (João Pessoa Espectros) (2016, 2017)

A dupla de safeties de 2017 retorna, ambos finalistas no Brasil Bowl VIII e também no IX. O destaque fica para o americano Cox, presente em todas as edições do Prêmio Salão Oval.

Kicker / Punter: Diego Aranha (João Pessoa Espectros) (2016, 2017) – nos special teams do Prêmio Salão Oval e na Seleção Brasileira, ele é onipresente. Diego Aranha, sendo kicker, é simplesmente o quinto jogador que mais marcou pontos na BFA – foram 71 pontos, com impressionantes 44 extra-points acertados em 45 chutados.

Retornador: Callus Cox (João Pessoa Espectros) (2017) – o americano Cox aparece pela segunda vez na lista do 3º Prêmio Salão Oval – desta vez como retornador, algo que ele já conseguiu no ano passado.

Long Snapper: Flavinho Gouveia (João Pessoa Espectros) – e o trio do vice-campeão João Pessoa Espectros repete-se de 2017, com Flavinho sendo um dos responsáveis pela certeira execução de Diego Aranha.

Segunda Seleção

Linha Ofensiva: Daniel Santos (Coritiba Crocodiles); Fernando Gross (Santa Maria Soldiers); Paulo Andrade (Ceará Caçadores); Ramon Brignoli (São José Istepôs) e Victor Hugo Barros (Vasco da Gama Patriotas)

Quarterback: Luis Bassani (T-Rex)

Running Back: Eduardo Maranhão (Ceará Caçadores)

Wide Receiver: Adan Rodrigues (Coritiba Crocodiles); Heron Azevedo (João Pessoa Espectros) e Igor Rogue (Bulls Potigures)

Tight End: Carlos Paiva (T-Rex)

Linha Defensiva: Delmer Zoschke (Coritiba Crocodiles); Marcos Bunn (Galo FA); Felipe Marques (Botafogo Reptiles) e Gabriel Montagner (Santa Maria Soldiers)

Linebackers: Jesus Bayona (T-Rex); Junior Sena (Natal Scorpions) e Pedro Nakamura (Tubarões do Cerrado)

Cornerbacks: José Edvaldo (João Pessoa Espectros) e Loan Felisardo (Botafogo Reptiles)

Safeties: Oshay Dunmore (João Pessoa Espectros) e Rafael Reiter (T-Rex)

Kicker / Punter: Diego Boddenberg (T-Rex)

Retornador: Paul Morant (Galo FA)

Long Snapper: Mateus Barozzi (T-Rex)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here