Invictos, Challengers e Vingadores fazem final da Liga Nacional

1
649
Challengers e Black Hawks se enfrentaram com muita chuva em Gaspar. Foto: Cacá Constantinov/Salão Oval

O domingo reservou grandes emoções nas semifinais da Liga Nacional. Os quatro campeões de divisão – Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste – provaram que o futebol americano está no mesmo nível de Norte a Sul do Brasil.

Black Hawks x Challengers

Pela manhã, o Ribeirão Preto Challengers viajou mais de 12 horas para enfrentar a equipe do Black Hawks na cidade de Gaspar, em Santa Catarina.

O jogo ficou marcado pela forte chuva, que não deu trégua durante os quatro quartos, fazendo as duas equipes adaptarem o plano de jogo para o que fosse possível fazer com o campo pesado e a bola muito molhada. Os ataques não conseguiam avançar e no final o jogo foi decidido nos detalhes.

O placar foi aberto com um safety da equipe do Black Hawks.

Pouco tempo depois, o Challengers conseguiu bloquear um punt do Black Hawks e na sequência o running back americano, Ronelle Stephens, entrou na endzone para marcar o único touchdown do jogo e que deu a vitória aos paulistas.

Apesar do favoritismo os catarinenses, os anfitriões não conseguiram vencer o implacável Challengers, que ainda não perdeu nenhuma partida este ano e com a classificação para a final da Liga Nacional, disputarão o segundo título em 2018. No primeiro semestre a equipe venceu a Supercopa São Paulo.

Entrevistas (Inscreva-se em nosso canal do Youtube)

Confira as entrevistas pós-jogo com o head coach do Challengers, Chico Araújo, e com o safety do Black Hawks, Guga Goedert.

 

Hawks x Vingadores: Jogo equilibrado e prorrogação

A segunda semifinal começou somente às 19 horas, no horário de Brasília, e se por um lado, o Challengers teve que viajar 12 horas para chegar em Santa Catarina, os paraenses do Vingadores enfrentaram mais de 36 horas de viagem para chegar a Rondonópolis no Mato Grosso e enfrentar o Hawks.

View this post on Instagram

A foto, o time, a conferência, os jogadores, tudo o que resume o que quase todo jogador do FABR passa. São tantas coisas que abrimos mão para jogar, que quando nos deparamos com uma viagem de 3 dias (ida e volta), para entrar em campo e representar nosso estado, cidade, região ou porque não, a nós mesmos, fica até fácil de superar todas essas horas ao lado daqueles que, como você, abdicaram de momentos importantes, só para estar lá! . Esse é o #FABR . O @maurotrainer_, do campeão da conferência norte da @lnfa_oficial, o @vingadorespa, usou a #salaooval na sua publicação e ganhou um repost 👊🏻🏈 . #Repost @maurotrainer_ (@get_repost) ・・・ Mais uma viagem com essa família, partiu Rondonópolis em busca de mais uma vitória. #work #workhard #workout #athlete #rb #runningback21 #rosas21 #americanfootballplayer #footballplayer #fabr #futebolamericano #combinebrasil #salaooval #footballseason #motivation #inspiration #training #vingadoresfa #nfl #cfl #run #blessed #god

A post shared by Salão Oval (@salaooval_fabr) on

Os paraenses começaram melhor, anotando um touchdown com o wide-receiver JP Telles e após uma falta em uma conversão de dois pontos bem sucedida, o Vingadores foi interceptado na segunda tentativa deixando o placar em 06 a 00.

O Rondonópolis Hawks não demorou a dar o troco e diminuiu o placar com um field goal do kicker José Vitor. A partir daí, a chuva apertou e a exemplo do jogo em Santa Catarina, os ataques tiveram dificuldades para avançar.

No terceiro quarto, o Hawks conseguiu o empate com mais um field goal de José Vitor e o placar permaneceu assim até o final, levando o jogo para a prorrogação.

Os matogrossenses começaram atacando na prorrogação e conseguiram um touchdown com o wide-receiver Mario, o ponto extra foi convertido, colocando toda a pressão pra cima dos paraenses, mas o Vingadores mostrou toda a força do norte e  conseguiu entrar na endzone adversária com uma corrida do quarter back Saulo Pantoja.

O grande momento do jogo veio logo após touchdown paraense, eles pediram um time out e na volta foram para uma conversão de dois pontos, era fazer o mini touchdown ou perder o jogo, mas o running back Gloudie Biteke fez uma boa corrida, garantiu a vitória e a classificação para a final da Liga Nacional de 2018.

Data e local da final 

A data da grande final da Liga Nacional entre Vingadores e Challengers já está definida, será no dia 02 de dezembro. Sabe-se que o jogo será na região da Grande São Paulo, mas ainda faltam alguns detalhes serem definidos para o anúncio do local da partida.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here