Por final, Arsenal tenta dar a volta por cima contra o Sorriso

0
142
Igor Mota (14) é o capitão do Arsenal e uma das peças-chave para a equipe de Cuiabá tentar parar o Hornets Foto: Rogério Fratarcangelli

Uma verdadeira rivalidade nasceu no Mato Grosso. Antes dominado apenas pelo gigante Arsenal, bicampeão brasileiro (2010/12) e estadual (2015-16), agora o estado vive um boom do futebol americano pelo interior. E o maior expoente deste novo cenário é o seu atual bicampeão estadual, o Sorriso Hornets.

São essas duas equipes que irão disputar, amanhã em Sorriso, uma vaga na final da Conferência Centro-Oeste. Somente neste ano, o Hornets derrotou o Arsenal duas vezes (na final do estadual e na estreia da BFA). O retrospecto geral aponta também vantagem para os anfitriões da decisiva partida – 3 a 1 para o time de Sorriso.

Em franca recuperação

Se o panorama geral atual aponta para um ligeiro favoritismo do Sorriso Hornets, o Cuiabá Arsenal soube sair de seu pior momento para uma boa recuperação na BFA 2018. Depois de estrear com derrota para os conterrâneos e amargar sua pior derrota na história para o grande rival da região, o Tubarões do Cerrado, o time da capital matogrossense só conheceu vitórias, recuperando a confiança.

O receita? Para o capitão Igor Mota, não tem receita: “Não tem receita, e não é clichê falar isso. Tem trabalho, treino e estudo. Simples assim. Mas não estamos nessa situação agora de ter a chance de voltar a final de conferência por tradição da camisa. Estamos nessa posição porque os jogadores que agora jogam escrevem as páginas da história do time. O time tem seu legado, mas não significa superioridade e muito menos garantias de nada. Esse foi um ano para provar isso. Camisa não ganha jogo, quem ganha jogo e deixa escrito na história são os jogadores”, explicou.

O jogador, ícone do Mundial de Ohio em 2015, quando foi escolhido um dos melhores linebackers do Mundo, também elogiou o trabalho feito pelo adversário deste sábado: “O Sorriso está escrevendo sua história também, respeito muito o que estão fazendo, tanto em campo quanto em organização”.

Respeito ao adversário

O Sorriso Hornets vem em boa fase, mas perdeu a invencibilidade que carregava desde o começo de 2017, acumulando no período o bicampeonato estadual e também o título da Liga Nacional do ano passado. Por isso, apesar do bom retrospecto contra o tradicional Arsenal, o time sabe que tem que respeitar o adversário se quiser chegar onde nunca jamais esteve: na final da Conferência Centro-Oeste da elite do futebol americano nacional.

“O Arsenal é uma grande equipe vem de quatro vitórias e quando chegam em playoffs, sempre crescem. É uma equipe que tem ótimos atletas e por isso é umas das grandes do Brasil. Temos trabalhado duro para esse confronto e tudo que ele representa para nossa história. Acreditamos que será um jogo completamente diferente dos outros confrontos. Arsenal tem peças que fazem toda diferença e precisamos cuidar dessas peças se quisermos sair com a vitória”, analisou o presidente do Hornets, Angelo Santos.

> Confira como foi a fase regular da Conferência Centro-Oeste da BFA 2018

Serviço: Sorriso Hornets x Cuiabá Arsenal – BFA playoffs

Quando: Sábado, 3 de novembro, às 18h (horário local)

Onde: Estádio Municipal de Sorriso

Ingressos: R$ 10,00 / R$ 5,00 (meia)

COMPARTILHAR
Artigo anteriorContra ansiedade de final, Espectros e Mariners enaltecem trabalho
Próximo artigoClássico paranaense decide vaga na final da Conferência Sul
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here