Contra ansiedade de final, Espectros e Mariners enaltecem trabalho

0
133
Todos os direitos reservados - art. 7., inc. VII, da Lei 9610/98. Ao usar alguma imagem, favor dar os devidos creditos. Anderson Silva / Joao Pessoa Espectros - @andersonnssilva

A Conferência Nordeste está adiantada em relação ao restante do País e terá neste sábado a sua final, entre os rivais João Pessoa Espectros e Recife Mariners, na capital paraibana. Foram 14 jogos entre as equipes na era full pads, com dez vitórias dos sempre campeões de Conferência e atualmente invictos e quatro dos pernambucanos.

O vencedor da final da Conferência Nordeste viajará para pegar o campeão da Centro-Oeste. Já o campeão da Conferência Sul será o visitante na disputa semifinal contra o Sudeste.

“É só futebol americano”

Mesmo as equipes mais acostumadas com jogos decisivos podem sentir a ansiedade de uma partida decisiva. Mas o head coach Kevin Veloso, que chega a sua terceira final de Conferência nesta posição, sabe como lidar com a situação: “Em uma rivalidade como essa, é normal que fiquemos ansiosos para que o jogo chegue logo, é da nossa natureza competitiva. Mas, uma vez que o jogo começa, tudo volta ao normal. Fazemos isso toda semana, estamos acostumados. Nós sempre dizemos aos atletas: não tem nada de novo aqui, é só futebol americano”.

O Espectros chega à decisão como a equipes que mais “divide” os pontos entre seu elenco. Foram 21 jogadores diferentes a marcar.

“Mariners Pride”

Uma equipe nova e muitas surpresas ao longo da temporada. O Recife Mariners, sabendo que teria uma longo trabalho pela frente, começou sua preparação em janeiro. Tudo para chegar a este momento: ter a oportunidade de enfrentar o seu maior rival na final da Conferência Nordeste.

“Começamos a preparação em janeiro não apenas para o que é disputado dentro do campo. Lá no começo foi onde colocamos as estacas da fundação da nossa cultura. Foi um resgate do que chamamos de ‘Mariners Pride’. Além disso um trabalho incansável de toda a CT para preparar o time da melhor maneira possível jogo após jogo”, explicou o head coach pernambucano Lucas David.

Apesar da confiança e da preparação, o visitante Mariners tem consciência de que o favoritismo está do outro lado: “Os Espectros são os favoritos por todo o histórico que os precede, pela campanha da primeira fase, por jogar em casa. Tivemos muitas baixas no elenco desde o jogo da semifinal contra os Bulls, muitas lesões ao longo da temporada. Dito isto, respeitamos nossos esforços e nossa campanha, vamos entrar em campo pra competir”, resumiu.

A principal lesão na temporada para o Mariners foi do quarterback Jake Schimenz ainda na fase regular. O americano, que se destacou no primeiro semestre no Inter de Limeira Tomahawk (na SPFL), vinha sendo o destaque do time azul.

> Confira como foi a fase regular da Conferência Nordeste da BFA

Serviço: João Pessoa Espectros x Recife Mariners – Final Conferência Nordeste

Quando: Sábado, 3 de novembro, às 16h

Onde: Estádio Almeidão, em João Pessoa

Ingressos: Saiba mais nas mídias sociais do Espectros

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAgenda FABR – 02 a 04 de Novembro
Próximo artigoPor final, Arsenal tenta dar a volta por cima contra o Sorriso
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here