Espectros ignora Caçadores e chega a mais uma final no Nordeste

2
451
Invicto na temporada, o Espectros foi até hoje o único campeão da Conferência Nordeste em campeonatos nacionais Foto: Anderson Silva

O único time que ameaçou o supercampeão e favorito João Pessoa Espectros nesta temporada foi o Ceará Caçadores. Na partida da fase regular em Fortaleza, o jogo foi extremamente equilibrado, mas ainda assim, vencido pelos paraibanos. Hoje, foi tudo diferente: domínio total do Espectros, que ignorou os adversários com uma defesa dominante e um ataque cirúrgico, levando ao elástico placar de 40 a 00 nos playoffs da Conferência Nordeste da BFA.

O jogo

O Caçadores começou atacando, mas sem renovar suas descidas. O Espectros, por sua vez, já conseguiu novas quatro chances após uma corrida do running back Lucas Adolfo. Mas a sequência foi de um sack-fumble sobre o quarterback Rodrigo Dantas e bola nas mãos cearenses.

Com as defesas em alta, o Caçadores foi para o punt pressionado, com o punter dentro da endzone. Snap alto e o placar foi inaugurado com um safety a favor do time da casa: 2 a 0 Espectros.

Após o chute de devolução, o Espectros chegou na cara do touchdown após duas boas jogadas: uma com o wide-receiver Heron, outra com Lucas Adolfo. E foi o running back pernambucano que fez o primeiro touchdown da tarde em João Pessoa. 9 a 0 Espectros (com chute certeiro de Diego Aranha).

Já no segundo quarto, quando as defesas deram uma brecha, Dantas conectou um passe de 60 jardas com Ednaldo Massu, mas o touchdown foi anulado por uma falta de ataque. Em seguida, os visitantes voltaram ao ataque ao recuperar fumble na jarda 45 da ofensiva.

Sem frutos para os Caçadores, a bola voltou para o Espectros. Heron, quebrando vários tackles, já colocou o Espectros na linha de 25 jardas. Já na goal line, Lucas Adolfo fez o seu segundo na partida – 16 a 00 (com xp bom de Aranha).

Novamente three&out contra o Caçadores e novo ataque com touchdown dos mandantes – Dantas conectou passe de 50 jardas para Kevin Vieira. Com ponto-extra do kicker da Seleção Brasileira, o placar foi a 23 a 00.

Sem conseguir dar sequência em seu ataque, o Caçadores cedia a bola rapidamente para as mãos de Dantas. Desta vez, ao menos, a pontuação do Espectros foi um field goal com Aranha, que decretou o placar final do primeiro tempo em 26 a 00.

O Caçadores voltou do intervalo tentando arriscar, com um onside kick. A bola, no entanto, foi para as mãos do Espectros, na jarda 45 de ataque. O final da campanha foi um touchdown do Espectros, em uma trick play de Dantas para Oshay Dunmore, que lançou para Carlos Cox, ambos americanos. Aranha colocou o 33 a 00 no placar.

O Caçadores acordou no jogo e chegou na goal line após bons passes do quarterback americano Ryan Deal para Felipe Augusto e Francisco Wesley. Mas o americano Oshay Dunmore roubou a bola do compatriota Deal, que buscava Maranhão, correu todo o campo e ampliou para 40 a 0 (com nova conversão de Aranha).

No último quarto, o Caçadores tentou diminuir a diferença com ótimos lances do craque Eduardo Maranhão. Em um deles, o running back do time cearense conseguiu mais de 60 jardas de avanço. No entanto, a defesa paraibana, com destaque para o americano Oshay Dunmore, não deixou que o placar fosse alterado.

> Saiba tudo sobre a Conferência Sudeste da BFA em 2018

Final de Conferência

Se o jogo foi o adeus do Caçadores para a temporada, para o Espectros, é a chegada a mais uma final de Conferência Nordeste, totalmente dominada pelos Paraibanos. O Recife Mariners, que derrotou o Bulls Potiguares por 35 a 27, será o adversário. A decisão será em três semanas, no dia 3 ou 4 de novembro, novamente no Estádio Almeidão.

Nas duas vezes que teve que passar por Caçadores e Mariners para ser campeão da Conferência Nordeste, o Espectros chegou ao Brasil Bowl (vencendo o Coritiba Crocodiles em 2015 e perdendo para o Sada Cruzeiro em 2017).

Inscreva-se em nosso Youtube – Brasil Bowl 2015

Inscreva-se em nosso Youtube – Brasil Bowl 2017

COMPARTILHAR
Artigo anteriorRex vence HP e decidirá seed 1 contra Crocodiles
Próximo artigoMariners consegue parar ataque dos Bulls e se classifica para decisão do Nordeste
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here