Com três viradas no placar, Rex vence Crocodiles em Curitiba

3
706
Crocodiles e Rex se enfrentaram em Curitiba. Foto: Emanuelle Mattos

Com o nível técnico altíssimo, mesmo com as chuvas que caíram em Curitiba durante a semana deixando o campo pesado e escorregadio, Coritiba Crocodiles e Timbó Rex proporcionaram um verdadeiro espetáculo de futebol americano neste domingo na capital paranaense.

O jogo valia o seed 1 da Conferência Sul e consequentemente a garantia de uma eventual final de conferência jogada em casa e por isso as duas equipes não pouparam seus jogadores mesmo estando classificadas. Melhor, principalmente no último quarto, os catarinenses venceram os locais por 42 a 17.

O jogo

O Rex começou a partida no ataque mas sem muito sucesso e terminaram chutando um punt que foi recebido com um fair catch na linha de 10 jardas da defesa. Na primeira campanha de ataque, o Crocodiles conseguiu avançar praticamente o campo todo, em uma situação de quarta descida que surpreendeu a defesa do Rex com um fake punt conquistando o first down.

Na continuação da jogada em uma terceira longa, o quarterback americano Drew Banks conseguiu conectar um belo passe para o wide receiver Pozzi, deixando o Croco na linha de 15 jardas do campo de ataque. A partir daí, o Rex conseguiu conter as ações ofensivas dos curitibanos, que saíram de campo com um field goal anotado pelo kicker Wagner Paglia – Crocodiles 03 a 00.

Depois de um touchback, o ataque liderado pelo quarterback Bassani entrou em campo e mesmo tendo conseguido boas jogadas, teve que ir para o punt, revertido por uma falta da defesa do Crocodiles (investida contra o holder) e o Rex ganhou a primeira descida. Na continuação da campanha foi hora do defensive end Delmer Zoschke, do Crocodiles, aparecer no jogo e conseguir pressionar Bassani com um sack e depois fazendo o quarterback ter que jogar a bola fora. O Rex ficou em maus lençóis e mesmo com uma grande corrida de Alex “A-Train”, sofreu um turnover on downs e a posse de bola voltou para o Crocodiles.

A partida seguiu e punt foi o resultado das três campanhas seguintes, duas do Crocodiles e uma do Rex. Com a bola retornada até a linha de 45 jardas, os timboenses tiveram uma ótima corrida novamente com Alex “A-Train”, já posicionando a equipe no campo de ataque. Na jogada seguinte, Bassani conectou o wide receiver João Pujoni com um passe lateral, que contou com ótimos bloqueios de “A-Train”, e este correu até o final do campo marcando o primeiro touchdown do jogo. O ponto-extra foi convertido por Diego Boddenberg: 07 a 03 Rex.

Na campanha seguinte, foi a vez de Drew Banks brilhar. O Crocodiles iniciou as ações ofensivas na linha de 20 jardas e com dois passes incríveis do quarterback: um para Adan Rodrigues e outra de Athos Daniel, o Croco chegou na redzone na marca do two minute warning.

Na volta, Adan Rodrigues fez outra boa recepção. Após um time out do Croco, Bruno Santucci, faltando apenas 19 segundos para o final do primeiro tempo, entrou na endzone com uma corrida pelo meio, usando de bons bloqueios da linha ofensiva paranaense e marcou o primeiro touchdown do Crocodiles. O chute extra de Paglia foi bom e os paranaenses retomaram a liderança, 10 a 07 ao término do primeiro tempo.

O quarterback Drew Banks em ação. Foto: Emanuelle Mattos

Na volta do intervalo, o Crocodiles começou recebendo a bola, mas sem sucesso chutou um lindo punt da linha de 25 jardas do seu campo até a linha de 1 jarda que foi retornado pelo Rex até a jarda 17 do campo de defesa. Com o ataque em campo, depois de uma boa corrida de “A-Train”, Bassani conectou um bom passe para Meurer, que deixou os catarinenses bem próximos a redzone. Na sequência, “A-Train” fez uma ótima corrida e marcou o segundo touchdown do Rex no jogo. O ponto-extra foi convertido por Boddenberg e a segunda virada dos timboenses no placar, 14 a 10.

Na campanha seguinte só deu Athos Daniel, com três recepções espetaculares, uma delas dentro da endzone e o Croco rapidamente passou a frente do placar. O chute extra foi convertido por Paglia – 17 a 14 para os anfitriões.

Com o ataque novamente em campo, o Rex não conseguiu avançar muito e foi para o punt, que só foi realizado após as equipes trocarem de lado devido ao final do terceiro quarto.

O retorno do Crocodiles foi incrível, até a linha de 20 jardas do ataque e quando só faltava passar pelo punter, o retornador foi tackleado por Diego Boddenberg, que forçou um fumble recuperado pelo Rex, o que acabou mantendo seu ataque dentro de campo. Na continuação, o running back “Sabonete” não perdoou e após receber um passe curto de Bassani em uma rota slant, correu mais de 60 jardas para marcar mais um touchdown para os catarinenses virarem o placar pela terceira vez. Boddenberg converteu o ponto extra, 21 a 17.

O ataque do Croco voltou a campo, avançou boas jardas mas sofreu um turnover on downs e o Rex novamente não perdoou a defesa paranaense. Bassani conseguiu conectar bons passes, um deles para Carlos “Texugo” Paiva e um outro incrível para uma recepção espetacular do wide-receiver Meurer dentro da endzone. Mais um touchdown catarinense e ponto-extra convertido, 28 a 17.

A esta altura, faltando menos de seis minutos para acabar a partida, o Crocodiles tinha que economizar o relógio e pensar em mais passes. Mas a estratégia não deu certo e Drew Banks foi interceptado pelo defensive back Rafael Reiter. Na sequência, o Rex marcou mais um touchdown, com uma linda corrida do jovem running back Karl Henrry – o ponto-extra foi bom, 35 a 17 Rex.

Muito atrás no placar, o Crocodiles foi para o “tudo ou nada” e acabou sendo interceptado novamente pela defesa do Rex. Com o jogo praticamente garantido, o Rex enviou a campo seu outro quarterback de alto nível, Romário Reis, que não precisou de muito tempo para mostrar toda sua habilidade e conectou um passe de mais de 40 jardas para outra recepção para touchdown de Meurer. Ponto-extra convertido, decretando o placar final de 42 a 17.

Playoffs definidos

Os confrontos nas semifinais serão entre Centro-Oeste (mandante) x Nordeste e Sudeste (mandante) x Sul
Arte: Cesar Freitas / Salão Oval

Com a vitória, o Timbó Rex garantiu o primeiro lugar  da Conferência Sul e a garantia que vai mandar os jogos em casa até a final. Na semifinal, irá receber o seed#4 Santa Maria Soldiers.

O Coritiba Crocodiles fará o clássico paranaense contra o Paraná HP, será a terceira vez que as equipes se enfrentarão em 2018, o Crocodiles levou a melhor nas outras duas oportunidades vencendo o oponente no Paraná Bowl por 26 a 03 e na temporada regular da BFA por 21 a 00.

> Veja como ficou a classificação final da Conferência Sul

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here