Galo derrota Vasco e define playoffs do Sudeste

1
453
Galo fecha a temporada regular como previsto: invicto e como melhor da Conferência Sudeste Foto: Chiarini Jr.

Confirmando seu favoritismo, o Galo Futebol Americano acelerou no primeiro tempo e garantiu uma firme vitória sobre o Vasco Patriotas por 59 a 00. O favorito para o título da Conferência Sudeste já havia garantido o melhor posto nos playoffs e, mesmo assim, fechou a campanha por 6-0. Já os cariocas, que começaram bem vencendo as três primeiras, perdeu as três seguintes e ficaram de fora do mata-mata.

O jogo

O Vasco começou no ataque, mas não conseguiu avançar e renovar suas chances. O Galo, já em sua primeira campanha, avançou com Parris Lee para a redzone e para a endzone no passe do quarterback Álvaro Fadini para o wide-receiver Rudá e Charlston Charles fez o extra-point – 7 a 0 para os donos da casa.

Em reprise (o Vasco não avançando e indo para o punt), o Galo fez mais um e ampliou para 15 a 00 com Parris Lee (touchdown e conversão de dois pontos). O script se repetiu mais uma vez ainda no primeiro quarto, com uma corrida do Álvaro e mais um passe do quarterback para o wide-receiver Victor Hugo “Mega”. Charlston Charles confirmou os dois pontos-extra – 29 a 00.

No segundo quarto, o Vasco começou sofrendo um fumble na bola que estava em posse de seu craque, o running back R40. Já na jarda 9, o Galo precisou de três tentativas para Álvaro encontrar Quiquito e o wide-receiver ampliou – 36 a 00 com novo chute de Charlston Charles.

Com a mercy rule ativa, o ritmo de touchdowns do Galo diminuiu, com o Vasco conseguindo ficar um pouco mais com a bola, em algumas corridas do R40. Mesmo assim, Parris Lee e Médici (com passe de Álvaro) ampliaram para 50 a 00 (com dois xps de Charlston Charles).

No terceiro quarto, o jogo voltou com a primeira campanha de ataque mineira que não resultou em pontos. O Vasco também ficou em branco e a maior emoção desta parte do jogo foi um field goal de 50 jardas que Charles tentou, mas não converteu.

Nos 12 minutos regulamentares finais, o Galo usou seus reservas, com o quarterback Maycon Dacaza comandando o ataque local. Após um safety, os mineiras ainda fecharam o placar em 59 a 00 com um passe de Maycon para o wide-receiver Thiago Henrique (com novo sucesso no chute de Charles)

Playoffs

Com a derrota, o Vasco não conseguiu avançar e deixou três times com campanhas 4-2. Na Conferência Sudeste, as quatro vagas são definidas da seguinte maneira: os dois primeiros de cada grupo (Grupo Oeste – Galo FA; Grupo Leste – Tritões FA) e mais as outras duas melhores campanhas, independente de grupos.

Como Portuguesa FA (Grupo Oeste), América Locomotiva e Botafogo Reptiles (Grupo Leste) terminaram com campanha 4-2, o critério desempate seguinte é a força de tabela. Os paulistas têm força de tabela 0,38, menor que dos mineiros (0,50) e dos cariocas (0,47). Sendo assim, América Locomotiva (seed 3) e Botafogo Reptiles (seed 4) avançam para os playoffs.

Desta forma, os confrontos dos playoffs são Galo FA (#1) x Botafogo Reptiles (#4) e Tritões FA (#2) x América Locomotiva (#4).

> Confira os números da Conferência Sudeste da BFA 2018

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBotafogo derrota Storm e pega o Galo nos playoffs
Próximo artigoPlayoffs da BFA definidos: Quem são os favoritos?
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here