Tubarões derrota Hornets e fica em primeiro no Centro-Oeste

2
512
Selfie da vitória, do destacado linebacker do Tubarões do Cerrado, Pedro Nakamura

O Tubarões do Cerrado viajou mais de 24h para chegar ao interior do Mato Grosso e enfrentar o atual bicampeão estadual, o Sorriso Hornets. Em partida disputada, a equipe do Distrito Federal levou a melhor e venceu por 30 a 17. O triunfo deixou o Tubarões em primeiro lugar da Conferência Centro-Oeste nos playoffs.

O jogo

O Tubarões do Cerrado abriu o placar com um dos gêmeos wide-receivers que são sinônimos de touchdown. B1 (irmão de B2) recebeu o passe do preciso quarterback Lucas Tojal para deixar o placar em 6 a 0 (sem conversão de extra-point).

Após uma boa campanha do Sorriso chegou à redzone, mas não à endzone. Foi então a fez de Marcos Lodi entrar no jogo e diminuir com um field goal – 6 a 3, Tubarões do Cerrado.

O time do Distrito Federal respondeu na mesma moeda, com o eficiente kicker Victor Fialho – 9 a 3, fechando o placar antes do intervalo

O terceiro quarto continuou disputado e com avanços tímidos dos ataques. Uma interceptação importante deixou o Tubarões pronto para a campanha que terminou com o passe de três jardas de Tojal para B1, com ponto-extra de B1 – 16 a 3.

O Hornets veio com tudo na próxima campanha, com o quarterback Edilson Kovaleski passando com precisão. Na redzone, o time conseguiu chegar ao touchdown na corrida de Juliano Beraldo, com ponto-extra de Lodi: 16 a 10, Tubarões.

No último quarto, quem interceptou foi o Hornets, que tentou embalar, mas acabou sendo contido em um perfeito three and out da defesa do Distrito Federal. Hitman foi o nome da campanha, correndo até a endzone já da goal line, além de fazer a conversão de dois pontos – 24 a 10 Tubarões.

Após uma interceptação para o Tubarões parecia que sepultaria o jogo, mas a resposta do Hornets foi uma pick-six do cornerback Mateus. Os donos da casa foram para 17 pontos com o chute certeiro de Marcos Lodi – mas o Tubarões ainda estava na frente, com 24 pontos.

Mantendo a calma, apesar da pressão, o Tubarões do Cerrado gastou o relógio e percorreu o campo para ampliar na corrida na goal line com Felipe Florêncio. Victor Fialho não acertou desta vez e o placar foi a 30 a 17 para os visitantes.

Playoffs indefinidos

Enquanto o Tubarões do Cerrado ficou com a primeira posição dos playoffs, as outras três estão indefinidas. Isso porquê os outros três times terminaram em 4-2, com uma vitória sobre o outro (o Hornets venceu o Arsenal; o Arsenal derrotou o Leões; e o Leões derrotou o Hornets). Com a mesma tabela, o empate triplo leva ao último critério de desempate do regulamento (confira aqui): o sorteio!

> Confira mais informações sobre a Conferência Centro-Oeste da BFA 2018

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCom virada no último quarto, Breakers vence Istepôs
Próximo artigoArsenal vence Leões e embola classificação final
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here