Com um ataque imparável, Bulls vence Cavalaria e se classifica

Com informações de Luciano Araújo, direto de Salvador

0
474
Ray Bradley e Omar Kharroub: os americanos vem arrebentando na BFA Foto: Luciano Araújo

Dono de uma das melhores equipes ofensivas da BFA, o Bulls Potiguares foi até a Salvador enfrentar o Cavalaria 2 de Julho, pela BFA 2018, em um jogo vital para os baianos. Munidos da poderosa dupla americana Ray Bradley (running back) e Omar Kharroub (quarterback), os potiguares venceram a partida por 60 a 28, garantiram a classificação aos playoffs e, de quebra, eliminaram o Cavalaria da briga por um vaga na próxima fase.

O jogo

O primeiro quarto não começou tão bem para os potiguares, com uma longa primeira campanha que resultou em uma tentativa fracassada de field goal. Com isso quem acabou abrindo o placar foram os donos da casa, com um touchdown corrido de 40 jardas de seu quarterback Elijah Freeman, já recuperado de sua lesão sofrida no jogo contra o Mariners. O extra-point, porém, não foi convertido, deixando o placar em 6 a 0.

Em seguida, o ataque do Bulls foi a campo e enfim conseguiu o seu primeiro touchdown, com passe rápido de 12 jardas de Omar Kharroub. Extra-point convertido por Edson da Silva e Bulls à frente do placar por 7 a 6.

Após o primeiro touchdown, o time visitante engrenou e, assim como vem mostrando durante toda competição, não teve dificuldades em encontrar caminhos até a endzone, durante o restante do jogo.

Só no segundo período foram três touchdowns seguidos. Primeiro com uma corrida de uma uma jarda de Ray Bradley e extra-point convertido por Edson. 14 a 06.

Logo depois, Omar Kharroub anotou novamente, em conexão longa com o receiver Igor Rogue. O touchdown foi procedido por uma tentativa de dois pontos do próprio quarterback, mas que resultou apenas em um passe incompleto. 20 a 06.

Na campanha seguida, Omar soltou o braço novamente e encontrou mais uma vez Igor na endzone. Edson da Silva acertou novamente o chute. 27 a 06.

A sequencia só foi quebrada com um ótimo retorno de Felipe Ronaldo, atravessando o time de especialistas dos potiguares e rompendo a goal line para o segundo touchdown da Cavalaria. 27 a 12.

Porém, com o touchdown, os baianos devolveram a bola pro ataque dos Bulls, que não demoraram a pontuar novamente. Depois de um passe lateral, Ray Bradley se desvencilhou de todos os tackles ao longo de sua corrida de quase 40 jardas e parou a poucas jardas da endzone. O próprio recebeu a bola e com uma corrida pela esquerda, garantiu o touchdown. Omar foi para mais uma tentativa de dois pontos, mas de novo não conseguiu completar o passe. 33 a 12.

Antes do intervalo, os Bulls ainda tiveram tempo de arredondar o placar. Com passe curto de Omar para Matheus Muniz. Edson da Silva chutou seu quarto extra point correto. 40 a 12 ao fim do primeiro tempo.

No terceiro quarto, Diego Fiaes trouxe esperança ao ataque baiano, com ótima corrida de 34 jardas até a endzone. Chute de bonificação para fora. 40 a 20.

Mas não demorou muito para Omar Kharroub voltar a fazer o que ele faz de melhor, com nova conexão para touchdown. Não satisfeito, Omar foi para sua terceiro conversão de dois pontos, mas dessa vez conseguiu a conexão com Jefferson Teixeira, colocando 48 a 20 no placar.

Seguindo em sua noite inspirada, Omar conectou agora o receiver Renato Munford, para o seu sexto touchdown aéreo. Dessa vez a conversão de dois pontos não foi concluída.

No último quarto, Omar fechou sua caixa de ferramentas, com seu último touchdown, repetindo novamente a dobradinha com Igor Rogue. Na conversão do ponto extra, o holder sofreu um fumble, impossibilitando o chute. 60 a 20.

Embora a derrota, o quarterback da Cavalaria Elijah ainda foi responsável por fechar o placar. Passe para o tight-end Robson Ribeiro, livre na endzone. O próprio Elijah atravessou a goal line para colocar os últimos dois pontos no marcador. Placar final: 60 a 28.

Próximo do fim da partida, na última campanha dos Potiguares, o clima esquentou em campo e após um desentendimento entre Omar e o linebacker baiano Rui Barros, ambos foram ejetados e uma confusão generalizada acabou se formando, dando fim ao encontro.

Personagens da partida

Mesmo batendo sua marca pessoal de touchdowns passados em um jogo (7) e sendo ejetado no fim da partida, para o quarterback dos Bulls, o principal da partida foi observar como o time reagiu contra as adversidades do jogo. As declarações foram dadas a Luciano Araújo, narrador do encontro e colaborador do Salão Oval.

“Eu acho que a coisa mais importante deste jogo é que eu queria ver como nosso time iria reagir após uma viagem de 18 horas e perdendo por 6 a 0 no primeiro quarto. Nós ainda jogamos duro ofensivamente, nossos recebedores se saíram bem, nossa linha ofensiva foi fantástica e nossa defesa fez um grande trabalho hoje. Nós sabíamos que poderíamos completar passes e correr com a bola com Ray, nós sabíamos que poderíamos fazer tudo isso porque já estávamos fazendo tudo isso. Mas nós só queríamos ver como iríamos reagir contra adversidades, atrasados para o jogo, com a desvantagem no placar, sem nos aquecermos… Então foi muito incrível ver como o time reagiu depois disso”, resumiu Omar Kharroub.

Antes dos playoffs, os Bulls ainda terão pela frente os Petroleiros. Embora o foco na próxima fase, para Ray Bradley, a partida contra seu em time também tem sua importância.

“Eu só quero que este chegue o mais longe possível. Nós sentimos que estamos bem familiarizados dentro da equipe e quanto mais jogos jogamos juntos, mais experiência ganhamos e nossa química vai ficando melhor. Nosso próximo jogo, será bastante emocional para mim. Foram dois anos com o time (Petroleiros) e agora jogarei contra eles. Será algo novo, mas nesse esporte, se existe alguém do outro lado, todos são inimigos (risos)”

Do outro lado, Armando Chaves, head coach do Cavalaria, deu seu parecer sobre a partida e explicou como se deu a confusão ao final do jogo.

“Na realidade, tivemos uma dominância do ataque dos Bulls. Eles foram, com tempo, criando ajustes e aproveitando os matchups favoráveis. Eles dominaram nossa defesa, que não teve resposta nos primeiros três touchdowns e foi crucial no inicio do jogo. Eles até nos parabenizaram por termos estudado o ataque deles e realmente estudamos muito, mas infelizmente fomos dominados em campo. Nosso ataque até pontuou, mas não conseguimos alcançar o ritmo do ataque dos Bulls, fazendo com que nossos jogadores perdessem no emocional e sofressem mais pontos. No último quarto, os nervos estavam a flor da pele, principalmente após a falta de Alvinho. O americano (Omar) também estava provocando, o que é do jogo, e acabou desestruturando a defesa.”

Próximos jogos

Com a vaga garantida, os Bulls agora buscam a liderança do grupo e consequentemente, o mando de campo nas semifinais. Pra isso, terão de vencer o Ufersa Petroleiros, em casa e torcer por um tropeço do Ceará Caçadores.

Já o Cavalaria, mesmo sem grandes pretensões, vai até João Pessoa encarar o Espectros, fechando sua temporada. A rodada acontece no dia 29 de setembro.

> Confira agenda, resultados e classificação da Conferência Nordeste da BFA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here