Com início brilhante, Tubarões derruba Leões em Brasília

2
603
Ewandson Nunes, o popular B2, fez três touchdowns e foi o destaque da partida Foto: Tubarões do Cerrado

Em uma partida cercada de rivalidade, principalmente por parte do Leões de Judá, o Tubarões do Cerrado teve um início brilhante e ousado, que incluiu um onside kick recuperado para não deixar o adversário pegar na bola. Ao final da partida, predomínio quase completo do tradicional time azul do Distrito Federal, que venceu por 35 a 08 e permanece invicto na Conferência Centro-Oeste da BFA.

“Rede social não ganha jogo”

“Tínhamos o desafio de manter o time focado. Aqui realmente pregamos a disciplina e o trabalho duro. E os jogadores sabem que eles representam a instituição Tubarões do Cerrado e sabem que tem ter o comportamento do nível da nossa instituição. Eles foram orientados a se manter fora das redes sociais e focar só na preparação do jogo e entregar. Então, 35 a 08, no fim das contas, rede social não ganha jogo. Tem que ter bastante trabalho duro e preparação correta, não é só querer não”. Este foi o resumo do trabalho psicológico do head coach Fabricio Ataíde com o Tubarões do Cerrado antes e durante a partida contra o Leões de Judá.

O jogo

Em sua primeira tentativa de ataque, o Tubarões foi obrigado a executar um punt, mas conseguiu recuperar um fumble na primeira posse do Leões, com o camisa #10. Começando na redzone, Lucas Tojal conectou com B1 para garantir o first down. E o touchdown veio com o outro irmão gêmeo vindo do Goiânia Rednecks, B2, que recebeu o passe do quarterback para tirar o zero do placar. Victor Fialho chutou para garantir o 7 a 0 no placar.

E o Tubarões continuou no ataque após onside kick recuperado por Rafael Pimentel. Em lindo deslocamento de B2 e um ótimo passe de Lucas Tojal, o Tubarões continuou acelerando e ampliou para 14 a 0 após novo acerto de Fialho.

Finalmente no ataque, o Leões de Judá conseguiu chegar ao campo de ataque com boas corridas do running back Paulo Sérgio. Na sequência, o americano James Springfield aplicou um lindo sack em cima de seu ex-companheiro de Tubarões, Brunnigga. Com o avanço prejudicado, o Leões foi obrigado a realizar o punt.

Já no segundo quarto, o Leões de Judá sofreu mais um fumble, recuperado pela própria equipe. Sem avançar, a bola foi mais uma vez para a ofensiva azul, que arriscou uma quarta descida já na redzone, sem ganho. Em sua primeira campanha de sucesso, o Leões de Judá chegou na goal line e em uma terceira para o touchdown, o quarterback Brunnigga correu para pontuar. A tentativa de dois pontos foi bloqueada pelo linebacker Robson Daniel, que deixou o placar em 14 a 06 para o Tubarões.

No chute de devolução, B2 fez o que faz de melhor – retornou para touchdown para esfriar a reação do Leões de Judá. Victor Fialho garantiu o 21 a 6.

O terceiro quarto foi mais equilibrado que a primeira etapa, com o Leões protegendo melhor a bola e conseguindo avanços terrestres. Na redzone, o time arriscou uma quarta descida para duas jardas, anulada por uma saída falsa. A saída foi tentar o field goal, bloqueado pelo ligado time de special teams do Tubarões do Cerrado.

E o Leões lutava para ter oportunidades de pontuar, o Tubarões chegava na endzone com facilidade. Após 60 jardas de corrida do running back Hitman, uma segurada da linha ofensiva azul acabou anulando o touchdown.

O jogo voltou para as trincheiras até Babu interceptar Brunigga. Encontado na parece, o Tubarões ficou suscetível ao safety, efetuado pelo Leões em cima do quarterback Lucas Tojal – 21 a 08 para o Tubarões.

Nos 12 minutos regulamentares finais, o Tubarões chegou até a linha de uma jarda passes certeiros de Tojal. Um sack afastou um pouco o time azul da endzone, que na sequência, fez com o running back Felipe Florêncio – Fialho colocou 28 a 08.

Em sua última tentativa de reagir, o Leões de Judá sofreu novo fumble, recuperado pelo Tubarões. Já dentro dos dois minutos, Lucas Tojal realizou passe de 40 jardas para B2, colocando o Tubarões novamente na linha de uma jarda. Em passe na linha de uma jarda, a bola pipocou e o linha ofensiva Gabriel Luiz ficou com a bola, garantindo o último touchdown da partida – 35 a 08, com Fialho, infalível no jogo.

Próximos jogos

Invicto e com quatro vitórias, o Tubarões do Cerrado está muito próximo de se garantir nos playoffs, bastando que o Leões de Judá derrote o Campo Grande Predadores na próxima rodada. Se não ocorrer, o próprio Tubarões terá a chance de derrotar os sul-matogrossenses em seu próximo jogo.

> Confira agenda, resultados e classificação da Conferência Centro-Oeste da BFA

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCaçadores derrota Petroleiros em novo show de Maranhão
Próximo artigoCom segundo melhor ataque, Bulls vence novo clássico potiguar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here