Implacável, Crocodiles derrota Breakers em Curitiba

1
287
Em incontestável vitória, Crocodiles confirma excelente fase. Foto: Assessoria FPFA

No primeiro encontro dos dois campeões brasileiros de 2013, o Coritiba Crocodiles foi implacável e derrotou de forma contundente o Jaraguá Breakers neste domingo (19) pelo placar de 27 a 06. Dominante nos três quartos da partida, os donos da casa só deram espaço para os visitantes avançarem até a sua redzone nos últimos 12 minutos de jogo.

O jogo

O Breakers começou no ataque, mas após fumble, Henrique Rocha, jogador da Seleção Brasileira, recuperou a bola e colocou o time da casa na jarda dois de ataque. Em lindo play action, Drew passou para o tight-end Alexandre Domit abrir o placar – 7 a 0 Crocodiles, com extra-point convertido.

Após campanha de ataque catarinense prejudicada pelo tackle for loss do defensive end Delmer Zoschke, o Crocodiles ampliou a vantagem. Drew Banks agora passou para Adan Rodrigues, que brilhantemente avançou 53 jardas, escapando de tackles, para fazer 13 a 0 (ponto-extra bloqueado pelo Breakers).

Comandado pelo polivalente Tiago Dalcanale, o Breakers não conseguia avançar e sequer um first down. Já no segundo quarto, o Croco retomou o ataque, mas foi parado na jarda quarenta em uma quarta descida. Em um arriscado field goal, o time catarinense recuperou o chute curto.

Após nova campanha frustrada do ataque visitante, o Crocodiles ampliou em nova jogada aérea de Drew Banks, desta vez com o wide-receiver Athos Daniel – Paglia confirmou o extra-point e o 20 a 00 no placar.

Após jogo truncado, com muita pressão da defesa local, o Crocodiles fez mais um touchdown com o ligado Delmer Zoschke. Ele roubou a bola que pipocou nas mãos do wide-receiver catarinense e correu cinco jardas para a endzone: ponto-extra confirmado por Pagliha e 27 a 00 no placar.

O Breakers conseguiu ficar mais tempo com a bola na campanha seguinte, liderada por Dalcanale. Na marca dos dois minutos, o time tentou chegar à endzone, mas Dalcanale foi interceptado pelo strong safety Felipe Filipak.

No terceiro quarto, o Croco continuou avançando para ampliar o placar. Na redzone, Banks passou para o wide-receiver Vizza, que acabou sofrendo fumble a uma jarda da endzone em linda ação da defesa catarinense. Mas o Breakers não aproveitou, já que foi interceptado por William Gobetti logo em seguida.

Os paranaenses avançaram para dentro das 10 jardas, mas a defesa visitante forçou uma quarta descida. Em vez de um field goal, o Croco tentou o passe e ficou sem novos pontos.

Com grande raça, Dalcanale tentava tirar o time da parede. Após dois giros, escapou de dois tackles que poderíam ser um safety. Se ele e o time escapou dos tackles, sua jersey não ficou intacta após a batalha – Dalcanale de 18, passou a ser o 19.

O último quarto começou com um fumble recuperado pela defesa do Breakers, após domínio do tight-end da casa, Domit. Sem produzir ofensivamente, o Breakers novamente foi atacado. Na redzone, o passe de Drew Banks foi interceptado. Na sequência, Max colocou os catarinenses no campo de ataque no melhor lance ofensivo dos visitantes.

O Breakers chegou à redzone e ainda conseguiu uma interferência de passe que renovou suas chances. Na jarda cinco, Dalcanale tentou partir sozinho para a endzone, mas perdeu duas jardas no bonito tackle de Delmer. Em quarta descida, o Breakers pediu tempo para decidir o que fazer. Na volta, Dalcanale não conectou o passe e o ataque ficou sem marcar.

Mas se o ataque não marcou, a defesa fez o seu – após recuperação de fumble do running back Bruno Santucci, o free safety Guilherme Wielewski levou a bola até a endzone: sem a conversão de dois pontos, o placar ficou em 27 a 06 para o Crocodiles.

Com Toddy no lugar de Banks como quarterback do Croco, o Breakers ainda conseguiu novo turnover com o presidente e polivalente Everton Gnewuch, que interceptou o lance para o Breakers, decretando o fim do jogo.

Próximos jogos

O próximo desafio do invicto Crocodiles será em Timbó, contra o Rex, que também têm três vitórias na BFA 2018. No ano passado, o time avançou para os playoffs no último seed e eliminou o então campeão brasileiro por 10 a 7 fora de casa.

Já o Breakers tentará sua primeira vitória na competição ao receber o Juventude, que também ainda não triunfou.

> Confira a tabela e classificação da Conferência Sul da BFA
> Guia da Conferência Sul BFA 2018

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCavalaria atropela Tropa em noite de Elijah Freeman
Próximo artigoCom special teams e Cox letais, Espectros derrota Mariners
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here