Com special teams e Cox letais, Espectros derrota Mariners

2
906
O americano Carlos Cox foi o grande destaque de um clássico movimentado na Paraíba Foto: Anderson Silva

O 14º clássico entre João Pessoa Espectros e Recife Mariners foi marcado por uma grande atuação dos special teams do time da casa e duas grandes atuações dos craques americanos de ambos os times. Se Jake Schimenz confirmou que é um lutador incansável atuando também no Nordeste (após marcante passagem pelo Inter de Limeira Tomahawk na SPFL), Callus “Carlos” Cox reafirmou que é um jogador um nível acima de todos os outros que atuam no País: foram dois touchdowns em retorno de punt e mais dois pontos retornados após extra-point bloqueado.

A partida terminou com a vitória do Espectros por 49 a 26, no 10º triunfo os paraibanos no confronto. O Espectros continua invicto (3-0), enquanto o Mariners conheceu a sua primeira derrota na BFA 2018 (2-1).

O jogo

Lucas Adolfo, running back revelado e de grande destaque pelo Recife Mariners, foi peça-chave na primeira campanha do Espectros, que abriu o placar no passe de Rodrigo Dantas para Vitor Ramalho. Diego Aranha confirmou o extra-point e os mandantes abriram o placar com 7 a 0.

Jake Schimenz mostrou a que veio e mostrou o seu conhecido protagonismo ao liderar a campanha correndo. Na redzone, no entanto, o quarterback americano a serviço do Mariners passou para o wide-receiver Artur Ramos. No entanto, o ponto-extra foi bloqueado, a bola recuperada e levada até a endzone pernambucana pelo wide-receiver Vitor Ramalho, que fez 9 a 6 para o Espectros.

Após troca de punts, a defesa do Mariners foi cirúrgica ao executar um sack-fumble em Rodrigo Dantas e recuperar a bola já na jarda 15. Já no segundo quarto, Jake passou para Rafael Tavares colocar o Mariners à frente com 12 a 9. Incrivelmente, novamente os especialistas do Espectros bloquearam o chute do ponto-extra e o craque americano Cox levou a bola até a endzone visitante: placar de 12 a 11 para o time de Recife.

O jogo estava quente e continuou assim. Após campanha marcada pelo lindo passe de 40 jardas de Dantas para o wide-receiver Denner Lucena, o Espectros virou o jogo na corrida do running back Jonatha Carvalo marcar. Aranha confirmou o 18 a 12 para os paraibanos.

Na sequência, a defesa do Espectros pressionou o Mariners e forçou um punt. Cox recuperou para touchdown, mas a arbitragem anulou por pedido de fair catch. No ataque, Dantas voltou a conectar com Lucena, só que desta vez para o touchdown – confirmação de Aranha e 25 a 12 para os anfitriões.

O Mariners não quis ir para o vestiário sem pontuar e insistiu muito com Jake Schimenz. O americano foi infernal contra a defesa da casa e conseguiu passar para Pedro Brito marcar. Com os dois pontos-extras anteriores retornados para dois pontos paraibanos, os pernambucanos tentaram os dois pontos, mas sem sucesso. A diferença do primeiro tempo ficou no special teams do Espectros, que teve atuação espetacular até ali: 25 a 18 para os locais.

O terceiro quarto começou marcado por grande campanha do running back Lucas Adolfo. Após duas grandes corridas, ele deixou o Espectros na jarda 1 de ataque. O ex-jogador do Mariners finalizou a campanha com um touchdown. Aranha colocou 32 a 18 para os paraibanos.

O Mariners respondeu com novo passe de Jake para Pedro Brito na endzone, mas o lance foi anulado, pois o americano estava à frente da linha de scrimmage no momento do passe. O Espectros respondeu com um field goal de Diego Aranha: 35 a 18.

Em seguida, após punt visitante, Carlos Cox retornou para touchdown de maneira incrível e Aranha garantiu o 42 a 18 para os donos da casa. Incrível mesmo foi ele repetir a façanha e o placar ir a 49 a 18 para o Espectros.

Jake Schimenz lutou muito para diminuir a diferença e teve mais um touchdown anulado, agora por falta, em mais uma conexão para Pedro Brito. Se não deu pelo ar, Jake foi pelo chão e fez mais: passou para a conversão de dois pontos de Eduardo Palacio. O placar, no entanto, mostrava uma realidade não tão feliz para os visitantes: 49 a 26, Espectros.

Próximos jogos

Invicto, o Espectros tem como próximo desafio visitar o conterrâneo Tropa Campina, enquanto o Mariners receberá o Cavalaria 2 de Julho.

> Saiba mais sobre a agenda de jogos da Conferência Nordeste

> Guia da BFA – Conferência Nordeste 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorImplacável, Crocodiles derrota Breakers em Curitiba
Próximo artigoMazzola comanda vitória do Istepôs contra o Juventude
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here