TJDFA-AM entra em ação pela primeira vez

0
76
Transparência: reprodução do documento oficial da primeira decisão do TJD-AM, publicada na página do Facebook da Copa Norte.

Recorrentemente, episódios litigiosos são o destaque do futebol americano nacional em vez das partidas em si, como a recente exclusão do Santos Tsunami da BFA. No entanto, não existe nacionalmente um órgão independente e com a expertise necessária para arbitrar sobre tais situações, com um Tribunal de Justiça Desportiva.

No nível estadual, há somente duas federações com Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol Americano (TJDFA): a pioneira paranaense (FPFA), que criou o órgão em 2013, e amazonense (FEFAAM), que criou o TJDFA-AM em agosto deste ano.

Marcio Natsuki Sato, presidente do TJDFA-AM, explicou ao Salão Oval sobre o órgão: “O TJD do FA do Amazonas nasceu com o objetivo de ajudar a organizar o FA do estado e, por sermos um órgão autônomo à federação, temos liberdade de analisar e julgar as demandas sem a pressão política dos times e tirando da responsabilidade da Federação Amazonense de julgar os processos. Temos o Conselho Disciplinar, o Pleno e a Secretaria e, apesar de termos apenas iniciado as nossas atividades, já temos tido muito trabalho. Inicialmente começamos atendendo ao Campeaonato Amazonense; entretanto, já nos foi solicitado apoio no julgamentos de fatos relacionados à Copa Norte. Isso é bastante animador”.

O primeiro caso

O primeiro caso do TJDFA-AM foi referente a uma má-conduta de caráter disciplinar de um dirigente em relação a outro na Copa Norte. Você pode conferir o processo neste post abaixo, publicado na página da competição regional.

Nai-post ni Copa Norte de Futebol Americano noong Martes, Setyembre 12, 2017

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPLACAR FABR: 16 e 17 de Setembro
Próximo artigoEm grande “teste”, invictos Cruzeiro e Patriotas jogam em BH
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here