Cavalaria se aproxima dos playoffs e Pirates fica próximo do rebaixamento

3
55
A Cavalaria 2 de Julho bate recorde de vitórias e fica perto de playoffs. Foto: Diego Santos Pereira Netto

Neste domingo (03), tivemos o confronto entre Recife Pirates e Cavalaria 2 de Julho, válido pela Conferência Nordeste da Brasil Futebol Americano. A vitória dos visitantes por 24 a 20 o Recife Pirates fica ainda mais próximo do rebaixamento, já que perdeu cinco das cinco partidas disputadas pela competição nacional.

O jogo

A partida começou com os donos da casa tomando a iniciativa e abrindo o marcador depois de um passe do quarterback canadense, Jordan Flagel para Rodrigo Duarte, em lance de treze jardas. (06×00)

Ainda no primeiro quarto, a cavalaria conseguiu deixar tudo igual após corrida curta do quarterback Igor Ribeiro, que entrou na endzone adversária após avançar duas jardas. O chute extra foi bloqueado pelo time de especialistas do Pirates. (06×06)

Já no segundo quarto da partida, os visitantes tomaram a frente no placar com mais uma jogada de Igor Ribeiro, mas dessa vez em um passe preciso para Felipe Nunes “Índio”. A Cavalaria tentou uma conversão de dois pontos para chegar aos oito pontos de vantagem, mas sem sucesso. (06×12)

Depois da volta dos vestiários, os baianos continuavam a não dar trégua para os mandantes. Foi a vez da defesa brilhar e Hugo Menezes interceptar Jordan Flagel para uma pick six (interceptação retornada para touchdown). Mais uma tentativa de conversão de dois pontos sem sucesso. (06×18)

Atrás no placar e sabendo da necessidade de vencer para manter as chances vivas de fugir do rebaixamento, o Recife Pirates foi com tudo para buscar seu segundo touchdown na partida. Ainda no terceiro quarto, Jordan Flagel conectou passe novamente para Rodrigo Duarte entrar na endzone baiana. Conversão de dois pontos bem sucedida. (14×18)

No último quarto e o jogo totalmente em aberto, o Recife Pirates fez o “vira” com mais um passe de Jordan Flagel que culminou em um touchdown de mais de vinte jardas de Felipe Coelho. Sem a conversão de ponto extra, os piratas passavam à frente no placar. (20×18)

Em tarde inspirada, Igor Ribeiro comandou o ataque baiano alternando bem suas jogadas e acertando um passe de doze jardas para Felipe Ronaldo entrar na endzone inimiga e colocar pela última vez pontos no placar do jogo. (20×24)

Final de partida: Recife Pirates 20 x 24 Cavalaria 2 de Julho

O Recife Pirates faz sua última partida da temporada regular contra o Ceará Caçadores, no dia 23 de setembro. Já a Cavalaria 2 de Julho enfrenta o Bulls Potiguares um final de semana antes, no dia 16 de setembro.

Pirates à procura de um milagre

Com o resultado deste final de semana o Recife Pirates precisa de um milagre para se livrar do rebaixamento e se tornar o time da elite na Conferência Nordeste a cair para a Liga Nacional 2018.

A equipe de Recife fez cinco partidas até o momento na Brasil Futebol Americano e perdeu os cinco jogos, sofrendo 202 pontos e marcando 38 pontos. Contando o retrospecto do primeiro semestre na competição estadual, o Pirates fez nove jogos e venceu em duas ocasiões, contra o Recife Horses (00×54) e o Arcoverde Templários (41×06).

Para se livrar do rebaixamento, o Recife Pirates precisa vencer o Ceará Caçadores na última rodada da Brasil Futebol Americano e torcer para que o Bulls Potiguares perca suas duas últimas partidas contra Recife Mariners e Cavalaria 2 de Julho. Caso isso aconteça, ambos os times estarão igualados em 1-5.

Pelo regulamento da competição, o critério de desempate seria o sorteio:

Art. 38. Em caso de empate no número de vitórias, a classificação das equipes, dentro dos grupos, como
também dentro de cada Conferencia se dará pelos seguintes critérios, na ordem abaixo:
a) No caso de empate entre duas equipes: vitória no confronto direto;
b) No caso de empate entre mais de duas equipes, ou caso duas equipes empatadas não tenham
confronto direto para desempate:
1. Maior força de tabela entre as equipes empatadas;
2. Maior número de vitórias nos confrontos entre as equipes empatadas;
3. Maior saldo de pontos nos confrontos entre as equipes empatadas;
4. Sorteio.

Baianos fazendo história na elite

A Cavalaria 2 de Julho quebrou neste final de semana o recorde de maior número de vitórias de uma equipe baiana em competições nacionais, que era do Vitória FA na temporada 2015, quando o time venceu duas das seis partidas disputadas.

Além de quebrar o recorde de vitórias em temporada regular por uma equipe baiana, a Cavalaria 2 de Julho colocou um pé na próxima fase da competição e depende só de si para chegar aos playoffs da Brasil Futebol Americano, feito que também seria histórico para o estado da Bahia, que nunca teve um representante nas fases finais das competições nacionais.

3 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia ! Só queria avisar que o jogador da Cavalaria se chama Felipe Nunes (índio), e não Felipe Brandão. 😊

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here