Com comissão técnica toda feminina, Vipers estreia no Paulista de Flag

0
94
Equipe de flag feminino do Sorocaba Vipers tem a comissão técnica exclusivamente formada por mulheres. Foto: Assessoria / Joellen Pereira

O Sorocaba Vipers Feminino estreia no Campeonato Paulista de Flag Football com dois jogos no domingo em Piracicaba. As partidas são válidas pela segunda rodada do campeonato organizado pela Associação Pró-Futebol Americano (APFA), que este ano reúne 14 equipes disputando o título.

Além da estreia na competição, os jogos marcarão oficialmente também o debute da nova comissão técnica, formada apenas por mulheres e sem a figura de um Head Coach. Desde a formação do time, jogadores da equipe masculina assumiram o comando tático do feminino, porém invariavelmente, precisaram se distanciar do projeto para se dedicar à equipe fullpad. Quando houve nova saída nos cargos técnicos, a diretoria decidiu fazer um planejamento que pudesse ser gerido internamente, de modo a criar um cenário de evolução e, principalmente, continuidade.

O processo de transição aconteceu naturalmente ao longo do ano passado, mas foi consolidado no início de 2017. “Hoje temos uma comissão técnica atuante formada por atletas que têm estudado e tomado a frente nessa questão”, afirma a presidente do Sorocaba Vipers Feminino, Joellen Pereira.

Para a coordenadora de defesa, Aline Martins, mesmo com boa parte do elenco de novatas, o time está mais estruturado. “Mudamos e evoluímos nos últimos meses através de nosso esforço, com novas atletas e líderes surgindo. Tudo isso tem sido parte de nosso amadurecimento como time”, conta. “Trabalhamos muito para solidificar fundamentos e sanar as principais dificuldades técnicas”, completa Gabriela Noqueli, coordenadora de ataque.

Reencontro

Na estreia encontrarão duas equipes com quem já jogaram este ano: Hainus, contra quem perderam, e o São Carlos Bulldogs, que saíram vitoriosas. “São boas equipes e vêm com vontade de vencer, porém estamos muito focadas e acreditamos em nosso potencial”, encerrou Noqueli.

Os jogos acontecem às 10h30 contra Hainus e às 13h contra o São Carlos Bulldogs na Associação Atlética Educando pelo Esporte (R. Benedito Bonzon Penteado, 615 – Paulicéia – Piracicaba). A entrada é franca.

Campeonato Paulista

O Campeonato Paulista Feminino de Flag Football 5×5 é organizado pela APFA e conta com 14 equipes neste ano de 2017. Spartans Football, Underdogs Football, Piracicaba Cane Cutters, São Carlos Bulldogs, São Paulo Storm e Palmeiras Locomotives voltam para o segundo ano. Nemesis, Sorocaba Vipers, Hainus, Unicamp Eucalyptus, Paulínia Mavericks, Portuguesa FA, Diadema Diamond e USP Red Pandas entram para compor os desafiantes ao título.

Cada equipe fará oito jogos: seis dentro da conferência (Metropolis ou Caipira) e dois inter-conferência. A equipe com melhor campanha de cada conferência se classifica diretamente para as Finais. As quatro melhores campanhas seguintes (independente da conferência) se classificam para o Wild Card.

Caipira Bowl: Sorocaba Vipers, Piracicaba Cane Cutters, Hainus, Nemesis, São Carlos Bulldogs, Paulínia Mavericks e Unicamp Eucalyptus.

Metropolis Bowl: São Paulo Storm, Spartans Football, Underdogs Football, USP Red Pandas, Palmeiras Locomotives, Portuguesa FA e Diadema Diamond.

Sorocaba Vipers Feminino

O Sorocaba Vipers Feminino é um time de flag football criado no ano de 2014 por iniciativa da diretoria do Sorocaba Vipers Football, equipe de futebol americano tradicional. Diferentemente da modalidade convencional, o flag football modalidade 5×5 é um jogo sem contato físico que permite apenas 5 jogadoras de cada equipe em campo. Durante dois períodos de 20 minutos, a meta é pontuar através do avanço com a bola no campo adversário sem que as flags sejam retiradas da cintura da portadora da bola.

Equipe de Sorocaba estreia domingo em Piracicaba
Foto: Assessoria / Joellen Pereira

Informações: Assessoria / Joellen Pereira

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCom 14h de viagem nas costas, Tropa estreia na BFA contra a Cavalaria
Próximo artigo15º Clássico dos Mares: será o fim do tabu?
Avatar
Editor-chefe do Salão Oval, maior plataforma de mídias destinada ao FABR, Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League (Campeonato Inglês de Futebol). Realizei coberturas nacionais pelas cinco regiões do Brasil e também nos EUA (Mundial de Ohio) e Perú (1º Torneio Guerrero de Los Andes), sempre acompanhando o futebol americano nacional de perto. Narrador e comentarista para o futebol americano nacional em diversas ocasiões (BandSports, Fox Sports e Globo Esporte.com), fui também jogador da Lusa Lions (flag 2008) e do Corinthians Steamrollers (2009 a 2012).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here