Ceará Caçadores e João Pessoa Espectros decidem final da Conferência Nordeste de Futebol Americano

0
213

Tudo pronto para o jogo que decidirá quem será o melhor time de futebol americano do Nordeste. O Ceará Caçadores, que fez a melhor campanha da fase em sua conferência, tenta superar o favoritismo do João Pessoa Espectros, atual campeão brasileiro. A partida será realizada no domingo, 13, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, a partir das 15 horas. Os Caçadores contam com a presença do torcedor como 12º jogador para empurrar o time para mais uma vitória e a manutenção da invencibilidade no PV.

No confronto da 1ª fase, o Caçadores venceu o clássico nordestino contra o time paraibano por 42 a 31, na estreia da Superliga Nacional de Futebol Americano. O headcoach do Ceará Caçadores, Mike Lima, destaca que a importância da final e que será um confronto diferente.

É um outro jogo. Muita coisa mudou desde a partida que vencemos, pois os campeões brasileiros chegam com um plantel um pouco diferente do nosso primeiro confronto. Temos um respeito muito grande em relação aos Espectros, pois eles crescem em decisões. Com isso, redobramos o nosso foco nos fundamentos do jogo e na habilidade de nossos atletas se manterem concentrados em suas responsabilidades durante a partida. Confiamos muito em cada atleta, cada membro de staff e cada torcedor para juntos conquistarmos a vitória inédita em casa”, afirma Mike.

O headcoach dos Espectros, Kevin Veloso, diz que o duelo entre os times será um dos jogos mais emocionantes do ano. “Jogar com o Ceará Caçadores é um confronto bastante físico e pegado. Uma partida que só se decide nos momentos finais. Tem grandes treinadores e grandes jogadores. É um duelo que gostamos de jogar e o torcedor que for ao PV, vai ver dois times competentes e um jogo sensacional”.

Crescimento do Futebol Americano no Nordeste

O diretor esportivo do Ceará Caçadores, Bruno Rocha, fala da relação entre os times e sobre o crescimento do esporte na região. “Temos uma boa relação com eles, pois fora de campo todos os times da liga se ajudam bastante, e temos uma relação de cooperação muito boa, pois trabalhamos pelo mesmo objetivo, que é desenvolver o futebol americano no Nordeste. O crescimento do esporte em todo o país mostra isso, basta lembrar os grandes públicos das últimas decisões no Nordeste, onde as últimas 3 finais disputadas aqui (2 regionais e 1 nacional) levaram uma média de 6 mil pessoas”.

Sobre os Espectros, o diretor dos Caçadores, que também é coordenador de running backs da seleção brasileira de futebol americano, analisa o time paraibano. “Dentro de campo enfrentamos o Espectros nos últimos 2 anos nas semifinais e eles ganharam se sagrando campeões depois. Esse ano vamos enfrentá-los na final, e temos a tarefa de desbancá-los. É um time que está na sua 7ª final seguida, e sempre foram campeões. Vamos buscar defender o nosso mando de campo, mas não somos favoritos, pois eles têm o histórico de vitórias em todas as finais que disputaram”.

Superação e sonho

O presidente do Ceará Caçadores, Henrique Pina, fala da curta trajetória do time até chegar à final, de superação e do sonho de ver um time cearense campeão nacional.

“Queremos alçar o nome do estado do Ceará ao topo de uma modalidade esportiva. Faz muito tempo que um time cearense não conquista um título expressivo de abrangência nacional. Vamos superando a cada dia as dificuldades de fazer um trabalho com recursos próprios, dedicação voluntária e muita força de vontade. Estamos conseguindo um excelente retorno do nosso torcedor e estamos cativando o público. O sonho de ver o nome do Ceará Caçadores no topo do nosso país, o sonho de ver um time da nossa capital vencendo um Campeonato Brasileiro continua vivo”.

Atrações dentro e fora de campo

Se dentro de campo, nomes de peso do futebol americano nordestino marcarão presença, fora dele a torcida que for ao jogo terá diversas atrações a partir das 15 horas no PV. De acordo com a diretora de marketing do Ceará Caçadores, Lyla Della Torre, atrações no jogo de domingo é mais um passo em direção ao crescimento do esporte. “Não só por ser a nossa primeira final em casa, mas estamos buscando deixar as nossas partidas cada vez mais inseridas nos moldes originais, onde o jogo faz parte de um grande evento de entretenimento. Acreditamos que o nosso público merece um grande evento e a final é uma grande oportunidade para gente fazer esse investimento”.

O evento contará com a presença de um dos maiores blocos carnavalescos do Ceará, o Unidos da Cachorra que fará um grande esquenta para animar o público presente. A festa não para no intervalo, com shows da Banda Sulamericana e da DJ Luiza Quirino, agitando a galera. Antes da bola oval voar, pela primeira vez em jogos de F.A. no Estado, o hino nacional será executado pelo ex-The Voice Brasil, Dilauari.

O mascote Zero12 e as cheerleaders dos Caçadores agitam a torcida e realizam brincadeiras com a criançada no intervalo. Também será disponibilizado para o público uma loja de produtos oficiais do Ceará Caçadores.

Fotos Crédito: Mirella Melo
Assessoria Ceará Caçadores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here